O Sina informa que, na data de ontem, dia 10 de setembro, encaminhou uma solicitação de agendamento para mais uma rodada da data-base no TST – Tribunal Superior do Trabalho, levando em conta que o ponto de pauta principal neste momento é a descontinuidade da auto gestão da empresa no PAMI – Plano de Saúde Infraero e que o TST está discutindo algumas viabilidades técnicas tanto com a ANS – Agência Nacional de Saúde, quanto com o Ministério do Planejamento – CEST.
O presidente do Sina, Francisco Lemos, gravou um vídeo na data de hoje trazendo mais informações sobre o tema e informando também sobre a tabela de participação que a empresa terá que cumprir no caso do aporte financeiro que o modelo de plano de saúde irá requerer. Lemos enfatizou que os valores da tabela ora discutidos na mesa de negociação ainda são valores flexíveis ao tamanho da carteira que o plano de saúde que está sendo construído pelo sindicato, como já foi explicado anteriormente. O plano tem como objetivo abranger ao máximo a categoria aeroportuária, e não apenas aos trabalhadores da Infraero. Isso, evidentemente, trará robustez, oxigenação e a viabilidade de um bom plano de saúde. Porém, é preciso avançar mais nas questões entre Sina, Infraero, TST e CEST para que os negociadores do sindicato batam o martelo quanto à participação da Infraero daqui para a frente dentro do plano de saúde.
O sindicato apresentará a tabela em um momento com mais clareza e definição quanto ao tamanho do projeto final. Hoje, os valores da participação da empresa atenderiam as 33 mil vidas do plano de saúde atual, porém, se esse número fracionar muito, fica claro aqui que a empresa terá que dispor de mais recursos para cumprir sua participação neste projeto.
Por fim, para tirar mais dúvidas em relação ao que está sendo discutido, no vídeo também é mencionado a continuidade da operadora Unimed Nacional para os atendimentos da categoria, e que as tratativas com a Unimed estão também dependendo do volume da carteira deste plano.
O Sina aproveita o momento para agradecer e reconhecer os esforços, a contribuição financeira e o crédito que é dado à diretoria deste sindicato a todos os sócios contribuintes da nossa entidade, porque são esses que acreditam e financiam a luta para toda a categoria. Veja o vídeo abaixo.

Veja o vídeo abaixo.