No vídeo desta semana, o presidente do sindicato, Francisco Lemos, orienta a categoria e os dirigentes do Sina quanto as ressalvas à serem feitas nos processos de homologação dos trabalhadores que estão sendo desligados da Infraero através do DIN e Pedita. Lemos esclarece que, com as ressalvas, não ficarão quitados ou impossibilitados os processos trabalhistas em andamento ou processos futuros para estes trabalhadores que estão se desligando da Infraero, e que nenhum tribunal aceitará esse termo de quitação total proposto pela empresa.


Navegação aérea estará aguardando o término desta semana onde saberemos se a Nave Brasil será realmente criada ou a N.A. continuará na Infrero e, a pardir disso, novas reuniões e um novo diálogo será reaberto entre o Sindicato e a diretoria de Operações no comando do brigadeiro Fonseca que, segundo ele mesmo, primará pelo diálogo direto entre o Sina e a sua pasta, para tratar de questões como as escalas de serviço, que por ora estão aguardando esse novo desfecho para serem renovadas ou discutidas dentro de um outro patamar.


Quanto a data-base, o Sina reafirmou, na última sexta-feira, em reunião direta com a Infraero, que cobrará o reajuste das cláusulas econômicas pela correção inflacionária total e não aceitará negociar nenhuma perda das cláusulas do acordo que está vigorando até o momento.


O presidente do Sindicato informou que, da mesma forma que está colocando para a empresa, tem apresentado os mesmos argumentos dentro da Câmara de Mediação do Tribunal Superior do Trabalho. Com isso, o que está mais trabalhoso, porém já está na fase de conclusão, é o final da autogestão do Pami. Nesse vídeo está sendo cobrado uma divulgação ampla de hospitais, clínicas e ambulatórios conveniados com a carteira da Unimed nacional porque sabemos de deficiências de algumas Unimeds locais. Além disso, o plano desenvolvido pelo Sindicato, destaca que não terá período de carência, um dos mais importantes fatores para um novo plano de saúde. O Sina também realizou uma pesquisa de mercado em que até agora o plano que está sendo desenhado, e será apresentado à categoria bem antes das assembleias, até o momento está conseguindo se manter, em média, cerca de 45% mais barato que os planos de saúde existentes no mercado.
Aqui está um resumo transcrito do vídeo de hoje.
Vide vídeo: