Cumprindo o rito determinado pelo Tribunal Superior do Trabalho, por ocasião da assinatura do último acordo coletivo, o Sina abriu o período para receber, processar e encaminhar para a Infraero os requerimentos dos empregados que se manifestaram reivindicando a primeira cota no valor de R$ 2 mil referente ao abono negociado com a empresa. O sindicato negociou essa facilitação com a Infraero para que ninguém ficasse prejudicado com os trâmites do processo, inclusive tendo seus empregados trabalhado extra expediente na sede do sindicato para que tudo ocorresse de maneira mais satisfatória possível em relação ao nosso abono. Porém, por motivo de falha de digitação e até preenchimento errado de matrículas por parte dos empregados, alguns trabalhadores ficaram sem receber no mês de dezembro, contudo o Sina comunica que, a qualquer momento, o empregado da Infraero que foi prejudicado por conta dessas questões operacionais ou qualquer outro motivo, deve entrar em contato com nossos dirigentes ou pelo telefone 11 2440-6622, com Jéssica ou Paula, para encaminhar nova solicitação à empresa.