O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) participou, em 15 de janeiro, de reunião com a direção executiva da Infraero, na sede em Brasília, para definir encaminhamentos em relação aos trabalhos da comissão paritária sobre o Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS). A reunião contou com a presença do presidente da estatal, Gustavo do Vale.

O Sina apresentou à direção da Infraero a análise da comissão sobre o trabalho desenvolvido pela empresa contratada pela estatal para construir o PCCS. Diante de algumas lacunas em etapas importantes do projeto, a comissão sugeriu encaminhamentos visando a criação de um plano que permita aos trabalhadores avançar de fato na carreira, com critérios transparentes, processos de avaliação, levando em conta a situação das regionais e as funções gratificadas, num cenário cujo tempo viável de carreira e o comparativo com o mercado seja considerado.

A comissão concluiu que o projeto elaborado pela empresa contratada pela Infraero, por exemplo, precisa ser corrigido na questão do tempo das promoções, uma vez que nessa proposta um trabalhador levaria 270 anos para subir todos os degraus da carreira. Todos esses aspectos foram debatidos com a direção da Infraero, que comprometeu-se a instrumentalizar a comissão para que esta realize os estudos necessários à correção do PCCS. O Dieese também vem assessorando a comissão.

O PCCS não visa diretamente um aumento salarial, mas sim a criação desses critérios, o reenquadramento dos cargos e salários, e todas as adequações necessárias a tornar a carreira na estatal mais transparente e vantajosa para os trabalhadores. Contudo, a aplicação do plano deverá requerer investimentos e um planejamento nesse sentido, diante da atual situação financeira devido a perda de movimentação após as privatizações de importantes aeroportos. A expectativa é de que, com essas adequações, seja garantida maior justiça ao trabalhador e, portanto, reduzidas as disputas judiciais trabalhistas.