A Infraero abriu 50 licitações, oferecendo 68 áreas de exploração comercial em 23 aeroportos, segundo levantamento realizado pelo jornal O Estado de São Paulo no site da empresa. Alguns dos espaços em licitação fazem parte dos terminais que o governo Temer anunciou que pretende conceder, levando o jornal a ressaltar um conflito entre as ações da direção da empresa e o governo.  

O valor global dos contratos supera R$ 140 milhões, diz o jornal. A iniciativa fortalece a visão de que a Infraero continua lutando para sobreviver, sair do vermelho e fazer valer seu plano de reestruturação, após a perda de importantes aeroportos que já foram concedidos.

Na semana passada, a Infraero concedeu uma área de 28,5 mil m² no aeroporto de Congonhas para a empresa Leroy Merlin, por 25 anos. Esses novos contratos podem dificultar o programa de concessões de aeroportos, o que é muito bom para os aeroportuários da Infraero, que seguem na luta para barrar qualquer nova concessão e manter a empresa viva.

Ainda segundo o jornal, a Infraero informou que todos os processos de compra e concessão de áreas da estatal, bem como seus critérios, são regidos pela Lei 13.303 (Lei das Estatais), baseados em estudos específicos e critérios técnicos e de mercado.

Para o governo Temer, os novos contratos poderão ser um problema a mais para o governo, principalmente nas concessões que envolvem aeroportos de menor porte e deficitários, cujas concessões serão mais difíceis de ser viabilizadas, de acordo com especialistas. Para eles, as licitações poderão resultar em impacto negativo nos lances oferecidos no leilão.

A direção do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) acompanha atentamente as ações de gestão da Infraero e torce para que essas iniciativas ajudem na defesa da manutenção da estatal, dos postos de trabalho e da rede de aeroportos que atualmente ela administra.

O presidente do Sina, Francisco Lemos, disse que “o angu do ministro Moreira Franco parece que está ficando embolorado. Espero que isso deixe ele menos apetitoso para os que estavam lambendo os beiços”.

Veja o link da matéria do jornal Estadão: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,em-disputa-com-governo-infraero-fara-50-licitacoes-em-23-aeroportos,70002017483