Os aeroportuários que atuam nos aeroportos de Guarulhos, Viracopos (Campinas), Brasília, Confins (Belo Horizonte), São Gonçalo do Amarante e Galeão (Rio), todos administrados por concessionárias privadas, aprovaram por unanimidade a pauta de reivindicações que será levada às empresas para dar início às negociações da data-base 2018. As assembleias foram realizadas nos seis terminais, pelo Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), nos dias 20 a 22 de fevereiro.

Durante as assembleias, os dirigentes sindicais apresentaram os principais pontos da pauta, ressaltando a importância de se lutar pela manutenção das cláusulas que garantem os benefícios sociais, assim como pelo índice de 5% reivindicado para aumento nas cláusulas econômicas. Campinas foi o aeroporto com a maior participação de trabalhadores na assembleia, somando 152 presenças aprovando por unanimidade a pauta.

 

Em Brasília, além de dar início à data-base, o Sina vem negociando o acordo de escala dos aeroportuários que atuam no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, e o plano de participação nos resultados (PPR) 2018. Os trabalhadores serão convocados para novas assembleias para decidir sobre esses temas.

Em São Gonçalo do Amarante, haverá reunião com a concessionária, no dia 7 de março, para tratar de temas levantados pelos trabalhadores do aeroporto.

No Galeão, o Sindicato reúne-se com representantes da concessionária, nesta quinta (29/2), para tratar de diversos assuntos, dentre eles o acesso do Sindicato aos setores da empresa para conversar os trabalhadores, casos de assédio moral, descaso na higiene do terminal, dentre outras irregularidades.