Os trabalhadores da Infraero em Recife e o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) estão fortemente mobilizados para frear a intenção do governo Temer de privatizar ou conceder outros aeroportos da estatal. Em várias localidades, trabalhadores e Sindicato já realizaram protestos e conseguiram apoio junto a parlamentares para debater o tema em audiências públicas, denunciando os efeitos nefastos desse processo de privatização, tanto para a Infraero e seus funcionários, quanto para a população em geral e a infraestrutura aeroportuária do país.

“É de causar estranheza que o deputado federal Felipe Carreras fez uma audiência pública na Câmara Federal para vender o aeroporto de Recife. Na verdade, o deputado está preocupado em vender isoladamente o aeroporto, e não vender bloco, indo contra o subsídio cruzado que já acontece com o Aeroporto de Recife, que assim garante recursos para fomentar e fortalecer a operação de outros aeroportos da região Nordeste”, afirma o diretor do Sina em Recife, Leonardo Félix.

“Quer vender um aeroporto lucrativo e entregar o patrimônio de Pernambuco a empresas multinacionais, o que vai aumentar o preço das tarifas aeroportuárias, como vem acontecendo em alguns aeroportos já concedidos. O povo tem que entender que o aeroporto, sob gestão da Infraero, cumpre também uma função social, garantindo a existência de aeroportos deficitários em diversas localidades, em prol do desenvolvimento econômico dessas regiões”, explica o dirigente.

O presidente do Sina, Francisco Lemos, ressalta que a luta dos aeroportuários em defesa da Infraero é uma luta que se faz também em defesa do patrimônio público e da soberania nacional, e que a Infraero é reconhecida internacionalmente pela sua excelência na gestão da infraestrutura aeroportuária. Além disso, destaca que o Aeroporto de Recife figura como um dos melhores no ranking de satisfação dos clientes entre os terminais administrados pela estatal.

3 de maio (próxima quinta-feira) será um dia de luta em Recife contra a privatização do Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. A mobilização dos aeroportuários começa às 8h30min, em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Logo em seguida, os trabalhadores irão para o Plenário da Assembleia para acompanhar o pronunciamento da deputada estadual Teresa Leitão, previsto para acontecer às 9 horas, em apoio à causa dos aeroportuários e contra a privatização ou concessão dos aeroportos da Infraero. Após, realizarão ato em frente à Alepe.

À tarde, trabalhadores e sindicalistas visitarão os gabinetes dos parlamentares, para sensibilizá-los sobre os prejuízos que a privatização irá causar a Pernambuco e ao Brasil, inviabilizando a Infraero.

Das 19 às 23 horas, o Sina e os aeroportuários de Recife participarão do seminário promovido pela Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, por requerimento do deputado Felipe Carreras, que irá debater o processo de concessão do Aeroporto à iniciativa privada e os seus impactos. A participação da categoria, em peso, nessas agendas é extremamente importante na luta para que o Aeroporto continue público e sob gestão da Infraero. O seminário será realizado no Cais do Sertão (Av. Alfredo Lisboa, s/n, Recife Antigo).

No dia 7 de maio, o Sindicato e os aeroportuários de Recife farão, em conjunto com vários parlamentares que apoiam a causa em defesa da Infraero, uma visita ao Aeroporto. O apoio desses parlamentares é um desdobramento da audiência pública realizada na Alepe, em 28 de novembro do ano passado, conquistada pelo Sina e pela mobilização dos trabalhadores.