O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) reuniu-se, no último dia 22, com os representantes das concessionárias dos aeroportos de Viracopos, Galeão, Guarulhos, Brasília, São Gonçalo do Amarante e Confins, para mais uma rodada de negociação da data-base 2018.

Bancada de representantes do Sina na rodada com as concessionárias

Viracopos começou a reunião ressaltando que a concessionária encontra-se em processo de Recuperação Judicial (o pedido foi aceito pelo Tribunal de Justiça de SP no dia 23). O processo deve durar de doze a 24 meses e, nos próximos sessenta dias, a empresa disse que irá apresentar seu plano aos credores.

Na rodada, as empresas apresentaram à bancada dos trabalhadores (formada por sete diretores sindicais e assessorada por um dos advogados do Sina) uma nova contraproposta de reajuste dos itens econômicos, na ordem de 2,65% (abaixo da inflação acumulada no período).

Diante da proposta, o Sina afirmou que os trabalhadores não aceitam um reajuste inferior à inflação e reforçou que é essencial para a categoria que as negociações se deem com a presença conjunta de todas as concessionárias privadas, até que os acordos sejam firmados. A inflação acumulada no período da data-base, medida pelo IPCA-IBGE, soma 2,76%.

As concessionárias comprometeram-se a enviar ao Sindicato, em até cinco dias, suas contrapropostas na íntegra, incluindo os itens econômicos e sociais do Acordo Coletivo de Trabalho.

O diretor Jurídico do Sina, Marcelo Tavares, solicitou que fosse ratificada em ata a prorrogação do ACT 2017/18 até a conclusão das negociações sobre o ACT 2018/19. Na ata da rodada anterior, o Sina conseguiu a prorrogação do ACT até 31 de maio. Como resultado, as empresas aceitaram prorrogar o ACT já firmado até 30 de junho, e afirmaram que trabalham com a expectativa de que os acordos sejam firmados antes desse prazo.

Assinatura da ata que garante a prorrogação do ACT2017

Além de Tavares, participaram da rodada, representando o Sina, os dirigentes sindicais Alberto Carvalho, José Domingos, Paulo Alexandre, Vera Leite, Vitor Hugo e William Ângelo de Souza, e o advogado Dr. Afonso Lemos. O Sina aguarda a contraproposta das concessionárias para agendar uma nova rodada de negociações. (Imagens: Kalinka Santos/Sina)