O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) vem, há meses, reivindicando junto à GRU Airport um espaço para os aeroportuários do Terminal de Cargas (Teca) realizarem o intervalo de descanso.

Em 9 de outubro do ano passado, a entidade encaminhou ofício à empresa solicitando que disponibilizasse o espaço, já que o mesmo foi retirado dos funcionários para ser utilizado como área de treinamento para usuários que utilizam o Sistema de Gerenciamento de Cargas. Em 13 de novembro, o Sina participou de reunião com representantes da concessionária e, entre outras reivindicações, reforçou a importância do espaço no Teca, enfatizando o constrangimento e os prejuízos no descanso causados pela falta dessa área. A empresa comprometeu-se a acionar a gerência do Teca e a responder o ofício do Sindicato.

Em 30 de janeiro, o Sina entrou em contato com a coordenação de Recursos Humanos, que afirmou estar cuidando do assunto pessoalmente junto à gerência do Teca. Todavia, até hoje, os trabalhadores do Teca sofrem com a falta desse espaço. O Sindicato segue atuante para solucionar essa irregularidade, pressionando a empresa para que tome providências.

Luta por plantão do RH no Teca na madrugada continua

A GRU Airport comprometeu-se, em novembro do ano passado, em reunião com o Sindicato, a implantar um projeto piloto de atendimento do RH, no Teca, em horário diferenciado, capaz de atender os aeroportuários do turno da madrugada, que encerram o expediente às 6h.

Hoje, a GRU mantém um plantão do RH no Teca das 8h30 às 12h30 e outro das 13h30 às 17h30, ambos uma vez por semana. Todavia, o pessoal da madrugada ficou desassistido do plantão, devido ao seu novo horário, alterado há mais de um ano. O Sina continua na luta para que a empresa dê conta desse atendimento aos trabalhadores.

A GRU Airport havia comprometido-se a resolver o tema até janeiro.